sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Se existir guerra

que seja de travesseiro. Se existir fome, que seja de amor. Se for para esquentar, que seja o sol. Se for para enganar, que seja o estômago. Se for para chorar, que seja de alegria. Se for para mentir, que seja a idade. Se for para roubar, que seja um beijo. Se for para perder, que seja o medo. Se for para cair, que seja na gandaia. Se for para ser feliz, que seja o tempo todo.

5101116722_aa7a0daa3e_z_large

Nenhum comentário:

Postar um comentário